A frase título , original de Mano Kinho creio caber muito bem ao debate que viemos a trazes neste momento.

Antes de mais nada para seguir lendo este texto leia antes : PARA ENTENDER A VIOLENCIA ALÉM DA MÍDIA

van helsingNo foco do debate e no olho do furacão (mais uma vez parafraseando mano Kinho) habita toda uma região da Zona Norte carioca conhecida como Complexo do Alemão, um grupamento de 15 favelas que circundam uma serra que atua como fronteira entre dois grupamentos distintos de bairros da zona norte. Sua posição estratégica permite fácil acesso para diversas áreas da cidade, e sua altitude permite construir um ponto de visão privilegiado da zona norte.

Para os grupos do mercado das drogas o complexo do Alemão representa um tesouro, uma região de slot, onde ali se fazem as trocas, as chegadas e distribuições de drogas e armas para todos os outros pontos de venda. Para os outros 95% de pessoas que habitam no complexo, ele é o lar é a região que lhes coube viver, alguns por escolha outros por necessidade, é ali que cerca de 280.000 pessoas residem, trabalham, educam seus filhos, sobrevivem.Untitled-2

O processo de afastamento da criminalidade das áreas de Olimpíadas que resultou no inchaço de traficantes no complexo resultou nesta imensa tensão que estoura com o caos, já planejado a algum tempo, porém por algum motivo não perceptivel por nós, só ocorrido agora depois das eleições. Podemos especular várias coisas : desde uma quebra de pacto entre o governador e o grupo em questão a uma ação que só teve condição logística de acontecer agora.

As ações pipocadas pelo tráfico na cidade resultaram em uma “resposta enérgica” por parte do governo que se propõe a entrar com armamento de guerra pesada e uma tropa composta por fuzileiros e pelo grupo de extermínio da polícia, com uma cobertura cinematográfica dsa redes de tv principais do rio hoje. Redes estas que podem ter representado o adiamento da morte de centenas de traficantes e moradores do complexo.

A partir de hoje , sexta feira dia 26 de novembro de 2010 o complexo começa a escrever uma nova página na sua história, provavelmente suja de sangue, sem os olhos da mídia para salvaguardar qualquer ação inescrupulosa tanto de um lado quanto de outro o complexo pode ter uma de suas piores tragédias na história.

Com a proibição de todos os moradores sairem de suas casas, e dos que ficaram de fora entrarem, com a proibição de filmagem de qualquer operação policial em unidade com exército e marinha; pouco saberemos do que será a verdade ocorrida ali. Mesmo que não declarada, que não legitimada, toda a estrutura traçada é de Guerra, onde um lado com ações de guerrilha tenta construir uma situação de tensão constante e desvio de atenção policial para outros cantos da cidade, e de outro lado a força armada do estado sitia e penetra na intenção de eliminar o inimigo.

De outro lado o braço armado aprendeu táticas de guerrilha, aprendeu a se organizar e organizar ações descentralizadas em favor de sua manutenção, constrói barricadas, cortinas de fumaça, espala bombas e focoas de incendio, ameaça aqueles que o braço armado do estado diz proteger.

Mesmo não sendo declarada, não sendo legítima, não sendo legal o Estado promoveu uma guerra e age dentro de um código de guerra, cujo prazo é de em 12 dias, agora 10 eliminar toda a criminalidade do complexo do alemão sem ouvir nossos questionamentos a respeito sem debate, sem um plano subsequente eficaz de eliminação da miséria.

Diante disso a sociedade civil que não habita no Alemão se divide em dois, os que de longe aplaudem, e os que de longe criticam a atitude do governo, divididas em sua opinião ou pensamento porém unificadas em uma coisa, sua distancia da área do problema.

O distanciamento de todos nós pode não ser o principal fator, mas com certeza tem um peso tremendo sobre o futuro dos moradores do complexo do alemão, que hoje de lá não podem sair.

O massacre está a porta e bate e nós de longe vamos assistir, fazer criticas ou aplaudir, mas nada que modifique substancialmente a vida daqueles que hoje se encontram entre o fogo cruzado de uma 765. O tempo dos debates dos discursos e das análises de gabinete é o mesmo tempo em que esses fuzis ceifam vidas de gente que não tem culpa de viver. e quanto a nós? quem vai nos salvar de nós?

Categories:

deixe seu comentário aqui