Amy_Winehouse_f4962007_cropCom muito pesar o Chinfra vem falar aqui a respeito da perda de uma das maiores vozes da atualidade, mais uma que parte aos 27 anos, e nos deixa a refletir sobre o meio cultural.    .

Ficamos consternados e debatendo a respeito de :  Até onde  nós respeitamos o ser humano que está por traz da estrela, até que limites devemos ver o artista como produto de um mercado específico?       .

Amy, assim como muitos cidadãos do mundo levam uma vida carregada  de problemas a ser cuidados, jovem menina esta. nos deixou um pensamento: até onde apreciar seus problemas, suas quedas , suas brigas , sua depressão expressa a nós ?  Uma menina que agonizava enquanto cantava para nós com sua voz forte  em um grito de socorro, e que nós víamos e apaludíamos e queríamos ver mais.   .

Até onde Amy foi o reflexo de uma vida que foi vendida ao mundo como mercadoria, pela qual pagamos para nosso prazer, sem nos questionarmos sobre o sujeito que estava por dentro disto?     .

E mais uma vez quando um artista morre, levantamos seu nome a glória, esquecemo-nos de nossos ataques e julgamentos e voltamos a nossas vidas, consumindo rapidamente todo o material que falta consumir sobre  este artista, antes que se esgote do sistema, temendo que nunca volte a nascer outro igual.     .

E enquanto muitos anônimos passam famintos pelas trilhas da vida de forma invisível a nossa sensibilidade humana , respeitamos a morte daqueles famosos que enqanto em vida tanto  achávamos bacana o jeito carregado de dor,  talvez estivéssemos rindo do lamento poético e da agonia, e hoje choramos pela falta desta artista; porém a vida seguirá para todos nós e da Amy ficará a lembrança no coração e ouvido de seus fãs.       .

Não estamos nesta Terra para julgar a vida do próximo, não sabemos o que no íntimo desta menina de 27 anos se passava, talvez até tinhamos esta resposta em cada letra de suas músicas, em cada queda de palco, em cada gole  de seu alcool, porém preferíamos nos entreter a ouvir.         .

Temos que reaprender a separar o artista da arte, o sujeito do objeto, e não igualá-los como produto;  podem ter muitas Amys, em muitas áreas , profissões e vizinhanças por aí, todas pedindo ajuda e nós não conseguindo compreender .    .

  

Amy nos proporcionou a qualidade de uma artista musical completa, mereceu seu sucesso no mundo, um sucesso conquistado e não um sucesso comprado, fica com Deus e que Hendrix te guie.      .

 

Categories: , , ,

2 Responses so far.

  1. mariah says:

    chorei com ela ....

  2. marcio says:

    sucesso chinfraaaaa

deixe seu comentário aqui